sábado, 31 de dezembro de 2011

Pra quem já tá em 2012...

Porque os australianos chegaram lá antes e não interessa qual seja o ano, é só mais um dia...
Enfim...
Justin Acca tem 38 anos e tatua no Devil's Ink, em Melbourne.









quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

O que aconteceu com esse fundo, xente?

Olha o Blogger dando trabalho.... e se eu mudar o background e perder os banners? Ai, Cristo...

O trabalho de hoje é do Marcelo Marzari, que está no Almanaque Digital de Tatuagem deste mês! Tem 37 anos, é autodidata, especializou-se em new school e tatua desde 2000. Ele é de Porto Alegre, mas trabalha no estúdio Color Up, em Curitiba.







segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Mudando de ares

Este é o primeiro tatuador croata que posto aqui! Kid Kros tem 33 anos e tatua há nove. Trabalha em Split, onde nasceu e cresceu. O apelido é sua assinatura de graffiti, influência bastante presente em sua arte!









segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Colocando a vida em dia?

Isso não existe, é só uma coisa que botam na nossa cabeça... Minha leitura tá atrasada, meus artigos que só são pra entregar em fevereiro já tão atrasados também, esse blog então, nem se fala! E ainda não pensei num jeito de me casar com alguém parecida com a Rooney Mara!
E olha que ainda tenho coisas pra ler q trouxe da FIQ!!!!
Bom, whatever!
Vcs já ouviram, ou melhor viram, o caso da garota que tatuou "DRAKE" na testa? Pois é, a maluca, fã do rapper canadense, chegou linda, loira e japonesa - e locona, né? - num estúdio em Los Angeles, pediu uma tattoo na testa e tatuador foi lá e pimba!

Zero de profissionalismo, principalmente por ter detonado sua própria cliente numa entrevista posterior e por não ter nem mesmo o bom senso de questionar a decisão da garota (diz ele que perguntou 3 vezes se era mesmo o que ela queria, coisa que a gente faz quando a mulher chega pedindo uma borboleta no pé, mas, porra, NA TESTA? O cara nem sabia quem era Drake, e na própria entrevista disse que pensou que devia ser o cafetão dela...).
Se a menina não tinha nenhuma outra modificação visível e chega pedindo o nome de um artista na testa há vários motivos prováveis: 1.ela ingeriu alguma substância que a deixou "animada demais", propiciando o comportamento impulsivo; 2.ela quer ser apontada na rua pelo resto da vida; 3.ela queria ficar famosa na internet e encontrou essa forma inovadora; 4.ela fez uma aposta; 5.ela tem o gosto duvidoso, além de um emprego super permissivo, e realmente acredita que tatuar o nome de um artista na testa é esteticamente legal...

Da última vez que li sobre um caso de querer tatuar a testa - o cara queria a boca, símbolo do Rolling Stones -, o tatuador fez o desenho a caneta no local desejado e disse ao cliente que, se voltasse no dia seguinte ainda com a tattoo, ele o faria. O cara não voltou mais, a não ser 6 meses depois, com a esposa, que foi pessoalmente agradecer ao tatuador, pois o marido era maníaco-depressivo e alcoólatra e havia bebido no dia. No final, o casal fez o símbolo dos Stones no ombro e viveram felizes para sempre!

Eu ainda acho "menos pior" que tenha sido o nome de um rapper e não de um namorado, mas alguém ainda duvida que essa atitude precipitada vai atrapalhar a vida dela? Era realmente necessário fazer aquilo na testa ou o tatuador foi um panaca tão grande que nem mesmo tentou dissuadi-la ou convencê-la a tatuar em outro local? (No braço, por exemplo, dava até pra fazer o nome maior!)

A gente cansa de ver, além das tattoos mal feitas, desenhos aplicados em locais totalmente inadequados, em partes do corpo em que o trabalho parece pior ainda do que seria se a escolha tivesse sido anatomicamente correta... É claro que a palavra final é do cliente, mas O PROFISSIONAL DA HISTÓRIA DEVERIA SER O TATUADOR! Ou vc acha que se a mulher chegar no cirurgião plástico e pedir peitos quadrados o médico vai perguntar se ela tem certeza e depois prontamente realizar o desejo da mulher?

domingo, 4 de dezembro de 2011

Finalmente

Estou na última semana de aulas, depois fico em casa para fazer os artigos, o que é menos mal. E aí devo compensar a falta de atenção dispensada ao blog nos últimos tempos.

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Absurdo na net

Pessoal, depois de algo que vi hoje, não consegui prosseguir nos estudos e preciso compartilhar com vocês para que ajudem a denunciar o site www.silviokoerich.com! Se vivemos num mundo que não trás segurança e nos obriga a ter esperanças reduzidas quanto ao futuro de uma humanidade que possa viver em paz é por causa da difusão de pensamentos como o desse indivíduo, Silvio Koerich, que incitam o ódio e a intolerância e mantém a ilusão mais ridícula do mundo: da supremacia branca! Pois é, isto ainda existe, até na cabeça de brasileiros, certamente descendentes de uma mistura indetectável, de tão grande, de raças e de etnias! Como se não bastasse, o sujeito defende a violência contra a mulher e algo que chama de "penetração corretiva" (sim, no mais baixo calão do que o termo possa sugerir). Em suma, este homem é o maior símbolo de retrocesso que já presenciei nos últimos anos de internet!

Por favor, peço, de coração, que o denunciem:
http://www.safernet.org.br/site/denunciar
http://denuncia.pf.gov.br/